A Rússia pediu que as eleições presidenciais e legislativas na Síria comecem a ser preparadas, explicando que esperar ver progressos políticos no país em um futuro próximo.

Os recentes desenvolvimentos nas negociações, "nos dá esperança de que o processo político avance num futuro próximo", disse o ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov, segundo a transcrição de uma entrevista com o canal de televisão Rossiya 1 divulgada pela chancelaria.

"Obviamente, é preciso se preparar para as eleições legislativas e presidenciais", disse Lavrov.

A entrevista foi gravada antes da reunião de sexta-feira entre Lavrov e o secretária de Estado norte-americano, John Kerry, em Viena, no âmbito das discussões do quarteto compreendendo também a Arábia Saudita e a Turquia para tratar de uma solução para a guerra na Síria.

Para Lavrov, é necessário que todos os setores sírios frequentem a mesa de negociações, "com a ajuda de observadores externos".

"Facilitadores estrangeiros não podem decidir nada pelos sírios, temos de levá-los a desenvolver" um plano para o futuro da vida política do país, que leve em conta os interesses de todos os grupos.

Lavrov agregou que a atual crise dos migrantes na Europa havia alterado de muitas maneiras a forma como os políticos da UE pensam.

"A União Europeia tem que reconhecer e está começando a reconhecer a origem da crise dos imigrantes e o caos no Oriente Médio", alertou.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história