Blumenauenses têm aproveitado a Oktoberfest para garantir renda extra com aluguel de quartos, casas e até hostels abertos somente no mês de outubro. A professora dos cursos de Comunicação da Furb e Turismo da Univali, Fabrícia Duriex Zucco, acredita que a hospedagem alternativa faz com que a cidade consiga acomodar mais visitantes do que os hotéis são capazes de absorver – hoje são 4.350 leitos em 39 estabelecimentos.

::: Confira outras informações sobre a Oktoberfest
::: Acesse aqui o guia oficial da festa

No entanto, ela alerta que é preciso cuidado de ambos os lados para evitar imprevistos:

– É necessário que haja cuidados com a questão sanitária, principalmente quando a hospedagem envolve alimentação. Mas o turista deve estar aberto a outros tipos de vivência – avalia.

O turismo de experiência, como classificou a especialista, dá a oportunidade ao visitante de conhecer a região através dos olhos de um morador local. De acordo com ela, isso proporciona uma imersão total no local e uma vivência de suas culturas e características. No entanto, Fabrícia alerta para a possibilidade de fraudes:

– É preciso certificar-se de que a estrutura existe e é aquilo que o turista está esperando.

Acompanhe a Oktoberfest pelo Instagram do Santa e participe da cobertura usando a hashtag #oktoberblumenau.

JORNAL DE SANTA CATARINA
 Veja também
 
 Comente essa história