A polícia de choque sul-africana dispersou nesta sexta-feira com granadas um grupo de estudantes que se manifestava contra o aumento dos gastos com as matrículas na frente da sede do governo em Pretoria, constatou a AFP.

Alguns estudantes, entre os milhares que se manifestavam, haviam lançado pedras nos policiais e incendiados banheiros químicos no gramado do Union Buildingsm onde o presidente Jacob Zuma fará um discurso após reunião com os líderes do protesto.

Os estudantes começaram a manifestação na semana passada para protestar contra o aumento dos preços das matrículas, o que, segundo eles, irá privar os mais pobres do ensino superior.

Também denunciam, de forma mais geral, a falta de oportunidades em um país onde a metade dos jovens está desempregada.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história