Chuvas torrenciais causaram o descarrilamento de um trem de carga no Texas, cancelamento de voos, problemas no tráfego e atrasos nos treinos do Grande Prêmio de Fórmula 1 previsto para este domingo neste estado do sul dos Estados Unidos.

As autoridades emitiram alertas de inundações em quatro importantes áreas metropolitanas, incluindo Dallas-Fort Worth, Austin - sede do GP de Fórmula 1 - e San Antonio, por conta das chuvas que começaram a castigar a região na quinta-feira.

No condado de Navarro, ao sul de Dallas-Fort Worth, foram registrados mais de 500 mm de precipitação em 24 horas, relataram as autoridades locais.

Foi nesse mesmo condado que aconteceu um acidente ferroviário, informou a emissora local WEAA, noticiando que um trem saiu dos trilhos inundados quando cruzava uma ponte.

O porta-voz Jeff DeGraff, da Union Pacific, concessionária que opera o trem, disse que o maquinista e o engenheiro conseguiram se salvar, pulando da locomotiva quando viram o nível da água subir.

"Nadaram até um terreno mais elevado", disse Jeff DeGraff à emissora. "Estão molhados, mas passam bem", completou.

Além disso, cerca de 100 voos foram cancelados hoje no aeroporto de Dallas-Fort Worth, enquanto atrasos e cancelamentos foram registrados em outros terminais aéreos do Texas, de acordo com o "site" especializado FlightAware.

Em Austin, as fortes chuvas atrapalham os treinos do Grande Prêmio de F1, no Circuito das Américas. Na sexta-feira, a segunda sessão de treinos livres foi cancelada por causa de um temporal com risco de raios e, neste sábado, o treino classificatório teve seu início adiado.

* AFP

 DC Recomenda
 
 Comente essa história