Com mais 779 empregos fechados no mês passado, as indústrias de Joinville já cortaram 9,6 mil vagas desde maio do ano passado, quando começaram a aparecer os primeiros impactos da crise.

Em agosto, a onda de demissões tirou do segmento a liderança na geração de emprego na cidade, agora ocupado pelo setor de serviços. Em outra comparação, 12 em cada 100 empregos no setor foram eliminados. As demissões se intensificaram neste ano, com eliminação de 6,2 mil postos de trabalho nas empresas de transformação.

No ranking nacional, Joinville fica no 33º lugar entre as cidades que mais demitiram na iniciativa privada. Se forem levadas em conta apenas as indústrias, a cidade catarinense fica em sétimo entre as que mais eliminaram vagas. Os novos dados sobre emprego foram divulgados nesta sexta pelo Ministério do Trabalho. Em 2015, o País fechou 657 mil vagas. Em Joinville, setembro fechou no vermelho, com saldo de 961 demissões. No ano, são 5,7 mil postos fechados.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Leia outras colunas de Jefferson Saavedra


Corredor da JK
Assim que foi divulgada a liminar a favor do Colégio dos Santos Anjos para que sejam reinstaladas as quatro vagas de embarque e desembarque em frente à escola, foram marcadas mobilizações.

Na segunda, o pessoal defensor do corredor de ônibus protesta contra a decisão. Dias depois, será vez de quem defende as vagas.

Segurança
A decisão judicial levou em conta a segurança viária. Ao cortar as vagas, os veículos dos pais precisam cruzar o corredor para chegar ao colégio, interrompendo do trânsito. Com as vagas, não havia a necessidade.

A liminar admite que a interrupção no corredor não é a melhor solução, mas, sem as vagas, ficaria pior.

Sem as placas
 A Prefeitura deve retirar a sinalização na semana que vem, embora vá recorrer alegando que atendeu ao Ministério Público. Na liminar, também se fica sabendo que o Santos Anjos prepara uma outra ação, esta contra o corredor.

AVISO Posto da PRE na serra
Sidney Sabel reclama do novo ponto para posto da Polícia Rodoviária Estadual em Pirabeiraba. O subprefeito concorda com a base no distrito, mas não no terreno mapeado para receber praça de lazer. E o local estaria perto demais da serra, seria melhor já na entrada de Pirabeiraba para atender a outras estradas.

Já fecharam...
A polêmica do fechamento de escolas estaduais, em curso em São Paulo e no Paraná, não vai chegar a Joinville neste momento. Até porque já ocorreu. Nos últimos anos foram fechadas a Rui Barbosa e a Monsenhor Scarzello e municipalizada a Plácido Xavier. E em dezembro se formam os últimos 78 alunos da Conselheiro Mafra, a ser definitivamente fechada.

Demanda maior
Interdições e número reduzido de alunos levaram ao fechamento das escolas, segundo a SDR. Agora, estão sendo construídas duas unidades para o ensino médio em bairros com grande demanda (Vila Nova e Parque Guarani). A partir do ano que vem, a matrícula até os 17 anos passa a ser obrigatória – hoje vai até os 15. Não há estimativa sobre o avanço das matrículas.

Mais rápido
Marco Tebaldi aponta a concessão da BR-280 como uma forma de apressar a duplicação. Há a previsão de repasse da estrada para empresa privada, mas somente após a obra. O deputado diz que o governo pode, mesmo com a concessão, bancar parte da duplicação, ajudando a reduzir a tarifa.

Não é vice
Para Darci de Matos, Nilson Gonçalves seria um excelente vice dele para concorrer à Prefeitura de Joinville. Mas não crê na hipótese. “Primeiro, porque ele não quer. Segundo, porque estamos procurando alguém com perfil empresarial para ser o meu vice”, diz o deputado do PSD. Nilson também não deve concorrer a vereador.

Com Merisio
O ex-deputado vai trabalhar para Darci na campanha de 2016, acredita o pré-candidato. Não deixa de ser curioso: se Nilson não vai concorrer, por que teria se filiado ao PSD no final de setembro, quando ainda valia o prazo de filiação até um ano antes para concorrer? Talvez tenha sido a pressão de Gelson Merisio, interessado no apoio do ex-deputado.

Pela beirada
A permissão para que carros compactos usem o acostamento nos períodos de maior movimento foi uma das sugestões apresentadas na reunião em Araquari para decidir o que fazer com a BR-280, cada vez mais congestionada entre a BR-101 e São Francisco. A ideia partiu da anfitriã Associação Comercial e Industrial. O aumento da velocidade permitida nas lombadas eletrônicas também foi analisada – passaria de 50 km/h para 80 km/h na temporada.

Haja lápis
Com uma cópia gigante da obra disponível para pintura no primeiro piso do Shopping Mueller, foi lançada nesta sexta a exposição Colorir Joinville, que marca também o lançamento do primeiro livro para colorir do artista Juarez Machado. A obra conta com desenhos para colorir os principais pontos turísticos da cidade, onde o artista plástico nasceu. Os desenhos originais da obra ficam em exibição até o dia 27 de outubro.

Matemática
Pelos lados do governo Udo, há a convicção de que serão quatro candidatos à Prefeitura de Joinville. Entre o pessoal da oposição, a crença é em pelo menos seis candidaturas – o que, por si só, já garantiria o segundo turno, quando os oposicionistas poderiam se reunir em uma só frente (caso o adversário venha a ser Udo Döhler, é claro).

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história