Líderes da oposição pedem afastamento de Cunha após denúncias Elza Fiuza/Agência Brasil

Foto: Elza Fiuza / Agência Brasil

Líderes do PSDB, do DEM, do PPS, do Solidariedade e da Minoria na Câmara pediram na tarde deste sábado o afastamento do presidente da Casa, Eduardo Cunha (RJ), do cargo. A decisão decorre, segundo a nota, das denúncias que pesam contra o peemedebista noticiadas na imprensa.

Mais cedo, os deputados da oposição deram um ultimato para que Cunha deixasse por conta própria o cargo. Mas ele avisou a oposicionistas e também a aliados que não faria isso.

Eduardo Cunha chama de seletivas divulgações sobre contas na Suíça
Janot confirma à Câmara que Cunha e parentes têm contas na Suíça

A situação contra ele se agravou nos últimos dias. Neste sábado, o jornal O Estado de S.Paulo apontou que documentos enviados pelo Ministério Público Suíço comprovam que um negócio fechado pela Petrobras serviu para irrigar quatro contas no país europeu que têm como beneficiários o presidente da Câmara e a mulher dele, Cláudia Cordeiro Cruz.

Suíça bloqueia US$ 2,4 milhões de contas de Cunha, diz jornal
Propinas investigadas pela Lava-Jato chegam a R$ 10 bilhões, diz procurador

"Os líderes Carlos Sampaio, Arthur Maia, Fernando Bezerra Filho (PSB-PE), Mendonça Filho (DEM-PE), Rubens Bueno e Bruno Araújo, respectivamente do PSDB, Solidariedade, PSB, DEM, PPS e Minoria, entendem que ele deve afastar-se do cargo, até mesmo para que possa exercer, de forma adequada, o seu direito constitucional à ampla defesa", disse a manifestação dos oposicionistas.

Leia as últimas notícias do dia 

 Veja também
 
 Comente essa história