Mônica Jorge: Dia de prova e tensão no Enem Betina Humeres/Agência RBS

Obra na Avenida da Saudade provocou filas de até nove quilômetros na SC-401

Foto: Betina Humeres / Agência RBS

O primeiro dia de provas do Enem foi tumultuado para os candidatos que precisavam se deslocar do sentido norte da Ilha de SC ao Centro. Uma obra da Casan na Avenida da Saudade iniciada pela manhã gerou filas de até nove quilômetros na SC-401, na altura do Cacupé. Com os problemas de mobilidade da Ilha, os motoristas ficaram encurralados. Alguns tentaram atalhar pelo bairro João Paulo, mas também encontraram congestionamentos.

 O resultado foi que alguns estudantes perderam a prova mais esperada do ano, outros chegaram ao exame com os nervos à flor da pele. Reportagem exibida no RBS Notícias mostrou o caso de um pai que, a 10 minutos da prova ainda parado no trânsito, parou um motociclista e pediu para ele levar seu filho. O rapaz chegou a dois minutos do fechamento dos portões.

Falta de aviso
A Casan afirma que tinha autorização da prefeitura e havia emitido comunicado à Polícia Rodoviária Estadual (PMRv) e Guarda Municipal para fazer a obra que integra a macroadutora do Itacorubi, para ampliar a capacidade de abastecimento de água em alguns bairros do norte da Ilha. A assessoria de imprensa da autarquia informa que procura fazer este tipo de intervenção nos finais de semana justamente para evitar congestionamentos e que não esperava grande impacto, já que interrompeu somente uma das três pistas do trecho. Para agravar a situação, foram registrados dois acidentes da SC-401 na manhã de sábado. O sargento Santiago, da PMRV, disse que não foi feita ação de prevenção.

Se houvesse tido uma comunicação antecipada das obras no local, os moradores, que já sabem que isso sempre gera fila, teriam tido oportunidade de se programar para sair de casa com mais antecedência. No domingo o trânsito fluiu normalmente.

 DC Recomenda
 
 Comente essa história