Três pessoas morreram e várias ficaram feridas neste sábado, quando uma mulher-bomba detonou os explosivos que levava consigo em Maiduguri, antigo reduto do grupo islâmico Boko Haram - segundo várias testemunhas.

Este ataque ocorreu um dia após dois ataques deixarem 55 mortos e mais de 100 feridos no nordeste do país, sendo 28 vítimas mortais em Maiduguri.

Várias testemunhas disseram que havia duas mulheres suicidas - uma foi detida e a outra conseguiu se fazer explodir em meio aos habitantes.

"Três pessoas morreram e várias ficaram feridas. Uma das terroristas foi presa antes de explodir", confirmou à AFP Shuaibu Oumara, segurança de um posto de gasolina próximo.

Os feridos foram hospitalizados, segundo outra testemunha, Kalli Mahdi.

"Houve uma explosão esta manhã em Maiduguri. Nossos homens foram ao local para evacuar as vítimas. Mas nós ainda não sabemos quantas são", confirmou Mohamed Kanar da Agência de Gestão de Emergência Nacional (NEMA), sem dar mais detalhes.

O ataque não foi reivindicado, mas suspeita-se do Boko Haram, devido ao número de ataques cometidos por este grupo na área desde o início do levante em 2009.

* AFP

 DC Recomenda
 
 Comente essa história