A prisão de uma mulher por porte ilegal de armas e receptação em Santiago, na última segunda-feira, acabou resultado em uma descoberta: a suspeita era foragida do sistema prisional de Santa Catarina.

Conforme informações da Polícia Civil, Araci do Amaral, 58 anos, foi presa em flagrante em um acampamento improvisado em um terreno na Rua Joaquim de Freitas Cabral, no bairro Ana Bonato, em Santiago, por posse ilegal de arma de fogo e receptação.

No acampamento, os policiais encontraram uma espingarda calibre 32, dois revólveres calibre 38 e munição. Uma das armas tinha sido furtada.
– Tínhamos informações que produtos furtados estavam sendo receptados no acampamento. Quando chegamos lá, havia apenas uma barraca, onde a suspeita morava com o companheiro – informou a delegada de Santiago, Débora Poltosi.

Em Santa Maria, jovem é condenado por matar mulher a golpes de enxada

Durante a abordagem, a mulher apresentou um nome falso. Somente depois de chegar à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) para o registro de ocorrência é que os policiais descobriram que a identidade era falsa e se tratava do caso de uma foragida.

Araci tinha sido condenada a 15 anos e 6 meses de prisão em regime fechado pelo comarca da cidade de Rio do Sul (SC) por homicídio qualificado de um adolescente de 16 anos.

Após a identificação, ela foi encaminhada para o Presídio Estadual de Santiago, de onde deve ser transferida para Santa Catarina.

na.

DIÁRIO DE SANTA MARIA
 Veja também
 
 Comente essa história