Um palestino foi morto por disparos israelenses neste sábado, após tentar esfaquear um guarda de um serviço privado em um posto de controle entre o norte de Israel e na Cisjordânia ocupada, informou a polícia israelense.

Com a morte do agressor, cuja identidade não foi especificada, o saldo de palestinos mortos desde o início do mês é de 52. Alguns são considerados suspeitos em ataques que deixaram oito israelenses mortos no mesmo período.

O ataque ocorreu no posto de controle de Al-Jalama, ao norte da cidade palestina de Jenin, onde seguranças de empresas privadas trabalham ao lado de membros das forças de segurança israelenses.

"Um jovem terrorista dos territórios palestinos que se dirigia a Israel tentou esfaquear um guarda e os membros da equipe de segurança presentes atiraram contra ele, matando-o", disse a polícia israelense em comunicado.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história