Passa de 400 o número de pessoas em abrigos em Rio do Sul Gilmar de Souza/Agência RBS

A cidade que está em estado de emergência

Foto: Gilmar de Souza / Agência RBS

Com o aumento da chuva, o nível do rio Itajaí-Açu subiu nove centímetros a cada hora nesta quinta-feira em Rio do Sul. A cidade que está em estado de emergência tem mais de 400 pessoas distribuídas em 13 abrigos, sendo que seis estão lotados. Na medição das 21h o nível do rio estava em 10,45 metros. A cota de segurança da cidade subiu para 12 metros.

Dos 25 bairros, 22 deles estão alagados ou apresentam pontos de inundação. Não registramos pontos de deslizamentos e por enquanto as entradas e saídas das cidades estão normais. Nossa maior preocupação é com a barragem de Ituporanga que já verteu — reforça.

Os bairros Canoas e Taboão, já atingidos pela cheia da semana passada, são os mais castigados neste momento.

Ituporanga também teve alagamentos 

A Defesa Civil de Ituporanga estabeleceu na tarde desta quinta-feira a cota de segurança de 4 metros do Rio Itajaí do Sul na cidade. A barragem começou a verter água às 11h20min e às 21h operava com 22% a mais da sua capacidade total, com todas as comportadas fechadas.

A orientação é para que pessoas que moram ou têm comércio nas áreas mais baixas se desloquem para um local seguro. O município decretou situação de emergência na noite de quarta-feira, após as chuvas provocarem alagamentos e deslizamentos. O decreto tem vigência de 180 dias. 


Situação da Barragem Sul na manhã desta quinta-feira (Foto: Gilmar de Souza, Agência RBS)

De acordo com a Defesa Civil de Ituporanga, 18 famílias estavam em abrigos da cidade nesta quinta-feira à tarde. Nesta manhã o nível do rio estabilizou em 2 metros e os alagamentos na área central só começam na marca de 3,20 metros. 

Os abrigos estão localizados no salão comunitário do Bairro Vila Nova, salão comunitário do Bairro Santo Antônio. Várias famílias também ficaram desalojadas e estão na casa de parentes e amigos.

As aulas nas redes municipal e estadual de ensino e as creches estão suspensas até sexta-feira.
JORNAL DE SANTA CATARINA
 Veja também
 
 Comente essa história