PGR confirma a deputados do PSOL que Cunha e parentes têm contas na Suíça Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, confirmou a deputados do PSOL que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e parentes têm contas bancárias na Suíça. Na semana passada, o PSOL apresentou questionamentos a Cunha sobre a denúncia revelada pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, de que ele e alguns parentes teriam depósitos em contas bancárias na Suíça que somariam perto de US$ 5 milhões.

MPF investiga se Cunha mantinha outras contas no Exterior
Rosane de Oliveira: Cunha e a indignação seletiva da oposição

Os mesmos questionamentos foram enviados também à Procuradoria Geral da República (PGR), que encaminhou as respostas na noite da quarta-feira ao partido.

A PGR confirmou aos parlamentares que as contas bancárias de Cunha foram bloqueadas por autoridades suíças. De acordo com o documento encaminhado ao PSOL e assinado pelo procurador, o presidente da Câmara é investigado por lavagem de dinheiro e corrupção segundo o Ministério Público suíço.

Suíça diz que Cunha abriu empresas de fachada para tentar ocultar contas
Deputados de seis partidos pedem cassação de Cunha na Corregedoria da Câmara

Com base nessas informações, o PSOL informa que representará contra Cunha, na próxima terça-feira , no Conselho de Ética da Câmara.

* Agência Estado

 Veja também
 
 Comente essa história