Regata Jacques Vabre começa na França, rumo a Itajaí Jean Marie Liot/Divulgação

A regata é disputada em duplas e larga sempre da cidade portuária de Le Havre

Foto: Jean Marie Liot / Divulgação

A 12ª edição da regata Transat Jacques Vabre começou na manhã deste domingo com a participação de 42 barcos divididos em quatro classes. Os veleiros partiram da cidade francesa Le Havre para uma aventura de 10 mil quilômetros com destino a Itajaí. A prova é disputada em duplas e terá a estreia de uma equipe brasileira: Eduardo Penido e Renato Araújo formam a parceria a bordo do barco Zetra.

Os barcos partiram da França com ventos fracos e muita corrente, o que atrasou a entrada no Canal da Mancha. A expectativa dos brasileiros é grande sobre os desafios que estão por vir:

– A ansiedade é grande, pois não é uma prova simples de ser feita. O primeiro objetivo é passar esse trecho mais difícil no Golfo de Biscaia e depois poupar o barco para tentar chegar inteiro em Itajaí contou Renato Araújo. Cada classe terá seu vencedor.

As duplas terão de passar pelo movimentado Canal da Mancha, os ciclones previstos no Golfo de Biscaia – também conhecido como Golfo da Gasconha, situado entre as costas da Espanha e da França –, a linha do Equador e toda a costa brasileira até a região Sul. Os mais rápidos devem completar a regata em 11 dias. Os brasileiros do Zetra projetam de 20 a 25 dias de prova.

Itajaí recebe a regata pela segunda vez
A regata é disputada em duplas e larga sempre da cidade portuária de Le Havre, na Normandia, com destino a um país produtor de café. A característica rendeu o apelido de Rota do Café. Já passou por cidades como Cartagena (Colômbia), Puerto Limon (Costa Rica) e Salvador, em 11 edições. Esta será a segunda vez que a competição terá a cidade catarinense como chegada. Em 2013, a regata reuniu mais de 590 mil visitantes nas duas Vilas da Regata (Le Havre e Itajaí).

O SOL DIÁRIO
 Veja também
 
 Comente essa história