O candidato governista de centro-direita à Casa Rosada, Daniel Scioli, lidera a disputa do primeiro turno na Argentina - de acordo com as primeiras projeções com base em pesquisa de boca de urna divulgadas por emissoras de televisão neste domingo.

Pouco depois do fechamento das seções eleitorais, às 18h local (19h em Brasília), as pesquisas mantinham em aberto a possibilidade de um segundo turno, marcado para 22 de novembro próximo.

Na maioria dos canais de televisão e jornais locais, Scioli e o candidato de direita Mauricio Macri aparecem como os mais votados ao final de um dia tranquilo.

Além de vice-presidente e presidente, os argentinos votaram na renovação de um terço do Senado, metade da Câmara dos Deputados e 11 dos 25 governadores. Cerca de 32 milhões de eleitores eram esperados nas urnas.

"Cumprimos a promessa e deixamos um país normal", comemorou a presidente em final de mandato, Cristina Kirchner, de 62 anos, ao votar em Santa Cruz, na Patagônia, sul do país.

* AFP

 DC Recomenda
 
 Comente essa história