O relógio marcava 15h52min deste domingo quando o portão da escola estadual Professor João Widemann, na Itoupava Norte, em Blumenau, se abriu pela primeira vez depois do início do segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), às 13h. Ainda com os documentos de identificação em mãos, Caroline Silva foi a primeira a deixar a instituição depois de quase duas hora e meia de prova.

Aos 16 anos, a estudante conta que se inscreveu para saber como o exame realmente era. Carolina, que estuda no colégio Energia, no Centro da cidade, pretende cursar Veterinária quando concluir o terceiro ano, mas não descarta a possibilidade de estudar no exterior antes. Na avaliação dela, a prova deste domingo, que tinha 90 perguntas de múltipla escolha sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e a redação, foi fácil:

— Foi muito parecido com os simulados que já tinha feito. Só matemática que foi mais puxado. Tinha alguns cálculos que eu não sabia fazer.

A jovem ficou surpresa ao saber que tinha sido a primeira a terminar a prova no local. A prova deste domingo tinha cinco horas e meia de duração. Diferente do sábado, quando os candidatos tinham quatro horas e meia para responder questões sobre Ciências Humanas e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Carolina comentou ainda sobre o tema da redação deste ano: a persistência da violência do homem contra a mulher na sociedade brasileira. 

— Condiz com o momento que vivemos — concluiu.

O tema da redação foi divulgado na internet pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) logo após às 13h. O gabarito oficial também será divulgado pelo Inep. As respostas devem ser publicadas na quarta-feira, 28.

Santa Catarina tem cerca de 162 mil inscritos

Neste ano, de acordo com o Ministério da Educação, 7,7 milhões de pessoas em todo o país se inscreveram para no Enem. Em Santa Catarina, são cerca de 162 mil candidatos inscritos. Sábado à noite, após o primeiro dia do exame, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que o percentual de abstenções na primeira etapa da prova no Estado ficou abaixo da média nacional.

Segundo ele, o índice fechou em 22,36%, contra 25,31% da média geral. Um balanço geral sobre as duas etapas da prova ainda não foi divulgado pelo Mec. Por determinação do próprio ministério, os coordenadores locais, aplicadores das provas e fiscais não estavam autorizados a dar entrevistas ou passar qualquer informações sobre o exame.
JORNAL DE SANTA CATARINA
 Veja também
 
 Comente essa história