Senadores e deputados federais de SC se posicionam sobre parecer que recomenda rejeição das contas do governo Dilma Valter Campanato/Agência Brasil

Votação no TCU que aprovou por unanimidade a recomendação de negar as contas do governo federal de 2014 ocorreu nesta quarta-feira

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

A reportagem do DC procurou os deputados federais e senadores de Santa Catarina no começo da noite para saber como cada um se posicionaria em caso de uma votação em plenário do parecer do Tribunal de Contas da União (TCU) que recomenda a rejeição das contas de 2014 da gestão da presidente Dilma Roussef (PT). A recomendação foi aprovada por unanimidade nesta quarta-feira.

Em decisão unânime, TCU recomenda rejeição das contas de Dilma Rousseff
Decisão do TCU aumenta pressão pelo impeachment de Dilma
Governo diz que não há motivos legais para rejeição das contas

Dos 19 parlamentares – 16 deputados e três senadores –, 14 foram localizados, dos quais dez se declararam a favor do parecer do tribunal, um contra e três afirmaram que ainda não têm posição definida sobre a recomendação do TCU.

O parecer sobre as contas do governo será encaminhado pelo presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), à Comissão Mista de Orçamento, que terá até 82 dias para fazer a análise do documento. Em caso de apreciação favorável em plenário, a presidente ficaria inelegível por oito anos.

A favor do parecer

- Espiridião Amin (PP)
- Fabricio Oliveira (PSB)
- Marco Tebaldi (PSDB)
- Geovânia de Sá (PSDB)
- Valdir Colatto (PMDB)
- João Rodrigues (PSD)
- Dalírio Beber (PSDB)
- Paulo Bauer (PSDB)
- Rogério Peninha (PMDB)
- Carmen Zanotto (PPS)

Contra o parecer

- Décio Lima (PT) 

Sem posição definida

- Ronaldo Benedet (PMDB)
- Celso Maldaner (PMDB)
- Dário Berger (PMDB)

Não foram localizados

- Cesar Souza (PSD)
- Jorginho Mello (PR)
- Pedro Uczai (PT)
- Edinho Bez (PMDB)
- Mauro Mariani (PMDB)

 Veja também
 
 Comente essa história