Supremo nega liberdade ao empreiteiro Marcelo Odebrecht Genaro Joner/Agencia RBS

Este é o segundo pedido de liberdade para o empresário feito à Suprema Corte

Foto: Genaro Joner / Agencia RBS

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta pedido de liberdade ao empreiteiro Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava-Jato, que está desde junho em um presídio na região metropolitana de Curitiba.

Na decisão, o ministro entendeu que não há ilegalidade no decreto de prisão, assinado pelo juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba. Diante do entendimento, Zavascki decidiu que o acusado deve esperar o julgamento do mérito do pedido para reavaliar o caso.

Justiça decreta nova prisão preventiva de Marcelo Odebrecht
STF devolve a Collor guarda de carros de luxo apreendidos pela PF

O habeas corpus chegou terça-feira ao Supremo. O advogado de Marcelo Odebrecht, Nabor Bulhões, disse que a decretação de nova prisão foi ato arbitrário do juiz Sergio Moro.

"O requerente pede socorro! A higidez do sistema pede socorro! O Estado Democrático de Direito pede socorro. E, do Supremo Tribunal Federal, espera-se a concessão de habeas corpus de ofício para cassar o terceiro mandado de prisão preventiva", afirmou Bulhões.

"Não sou comentarista de delação", afirma Cunha sobre revelações de Baiano
CPI da Petrobras aprova relatório que livra políticos de investigação

*Agência Brasil

 Veja também
 
 Comente essa história