Taxista é encontrado morto nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis Arquivo Pessoal/Hora de Santa Catarina

Corpo de taxista foi encontrado nas dunas da Joaquina

Foto: Arquivo Pessoal / Hora de Santa Catarina

A Polícia Militar e taxistas encontraram na tarde desta quarta-feira o corpo do taxista Martino Alcino Amorim, 66 anos, nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis. Ele estava sem dar notícias desde a noite de terça. O Instituto Geral de Perícias e a Polícia Civil estiveram no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde até o fim da tarde desta terça ainda passava por necropsia para determinar a causa da morte.

Taxistas protestam após colega ser encontrado morto na praia da Joaquina

De acordo com o taxista Álvaro no Nascimento, Amorim trabalhava na Rodoviária e saiu para uma corrida por volta das 20h de terça e não retornou. Colegas estranharam a demora, pois geralmente quando vão fazer corridas mais longas avisam uns aos outros:

— Às 6h ele deveria entregar o carro e fechar a conta do turno, e quando ele não apareceu foi dado o alerta que havia algo errado, Ligamos para a família e também ninguém sabia de nada — disse.


Taxista Martino Alcino Amorim trabalhava na rodoviária

Os taxistas avisaram a polícia do desaparecimento e saíram em busca de Amorim. Por volta das 10h, receberam a ligação de um funcionário de um hotel na Joaquina, avisando que havia encontrada o táxi no estacionamento próximo a praia com o taxímetro ligado, no valor de R$ 325.

As buscas se intensificaram na região, até que o corpo foi encontrado em meio às dunas no início da tarde.
HORA DE SANTA CATARINA
 Veja também
 
 Comente essa história