Tecnofibras irá a leilão no dia 18 de novembro  Salmo Duarte/Agencia RBS

Empresa teve faturamento bruto de R$ 58 milhões em 2014

Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS


A Tecnofibras, empresa do Grupo Busscar, será leiloada no dia 18 de novembro, no Salão do Júri da 5ª Vara Cível de Joinville. O leilão será realizado na modalidade pregão, ou seja, o proponente que enviar a melhor proposta terá prioridade na compra. Não significa, entretanto, que irá concretizá-la, pois a proposta precisa estar dentro do valor de avaliação de mercado, que, segundo a leiloeira Tatiane Duarte, é de R$ 73,7 milhões.

Neste pregão, não haverá lance mínimo. A proposta que for enviada será avaliada. O edital será publicado até o início da próxima semana no site www.superbidjudicial.com.br.

Esta será a terceira tentativa de venda da Tecnofibras. Em março deste ano, apenas duas ofertas foram apresentadas – a primeira, de R$ 8 milhões, e a segunda, de R$ 10 milhões. Os valores foram considerados irrisórios pelo juiz da 5ª Vara Cível de Joinville, Luís Felipe Canever, e a venda não foi concretizada.

Apesar da falência do Grupo Busscar, a Tecnofibras continua em operação, com aproximadamente 350 funcionários, e aguarda o anúncio de um novo investidor para expandir seus negócios. A empresa produz carrocerias em plástico reforçado com fibra de vidro para o setor agrícola, caminhões e trens e tem clientes como Volkswagen, Ford, Mercedes-Benz, Caterpillar e Bombardier. Em 2014, a empresa registrou faturamento bruto de R$ 58 milhões.



Leia mais colunas de Claudio Loetz



Imóveis da Busscar

Quarenta e cinco imóveis da Busscar – salas comerciais, galpões, apartamentos residenciais, terrenos e edificações – também serão leiloados pela Justiça no dia 23 deste mês, às 14h, na Acij. Entre as propriedades colocadas à venda, destaque para um terreno de 115,4 mil metros quadrados, localizado na avenida Santos Dumont, próximo ao aeroporto, com lance inicial de R$ 9,3 milhões.

Outro imóvel, de 4.262 metros quadrados, localizado na rua João Colin, será leiloado por R$ 6,9 milhões. Todos os ativos da Busscar podem ser conferidos no site www.superbidjudicial.com.br, que permite a oferta de lances pelo valor da avaliação. Os imóveis que não forem arrematados no primeiro leilão serão disponibilizados no segundo, no dia 10 de novembro, com lances a partir de 60% do preço de avaliação. A leiloeira oficial Tatiane Duarte afirma que a soma dos imóveis oferecidos no leilão é de R$ 37,1 milhões e que a metade deles está locada hoje.


Comércio eletrônico

No próximo dia 15, o Senac de Joinville sedia o Ciclo MPE, uma série de palestras gratuitas promovida pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico com o objetivo de ensinar a planejar, montar, operar e divulgar uma loja na internet. O ciclo terá palestrantes do Sebrae, Correios, BNDES, entre outros, que  abordarão desde requisitos técnicos até formas de divulgação, operação logística e sistemas de pagamento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.ciclo-mpe.net.


Kandir em Jaraguá

O ex-ministro do Planejamento e Orçamento do governo Fernando Henrique Cardoso, Antônio Kandir, é o convidado da plenária semanal da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) e da Associação das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedor Individual do Vale do Itapocu (Apevi) do dia 19 de outubro. A plenária ocorrerá no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, às 18 horas, com palestra sobre Perspectivas e caminhos para a competitividade do Brasil.


Mobilização em Brasília

Empresários, deputados e senadores catarinenses discutiram, na manhã de ontem, em Brasília, alternativas para driblar a crise política e econômica que atinge o País. O presidente da Fiesc, Glauco Côrte, foi um dos interlocutores do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) durante a conversa com o Fórum Parlamentar Catarinense.

Côrte defendeu a criação de um ambiente favorável para a retomada da economia e, em nome dos empresários, pediu atenção especial aos parlamentares para evitar medidas como o aumento da carga tributária. Os empresários querem também que o governo não se aproprie dos recursos destinado às entidades do Sistema S.

Participaram do encontro os presidentes da Fecomércio, Bruno Breithaupt, e da FCDL, Ivan Taufer; o coordenador do Fórum Parlamentar, deputado Mauro Mariani; o senador Paulo Bauer; e os deputados Esperidião Amin, Marco Tebaldi, Edinho Bez, Carmen Zanotto, Ronaldo Benedet, Geovania de Sá, Jorginho Mello e Celso Maldaner.


* O colunista Claudio Loetz está em férias. Ele volta a escrever no dia 14/10

A NOTÍCIA
 Veja também
 
 Comente essa história