"Vamos continuar diálogo institucional", diz Berzoini sobre Cunha José Cruz/Agência Brasil

Foto: José Cruz / Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, defendeu a necessidade de manutenção do "diálogo institucional" com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A declaração de Berzoini foi dada depois da reunião da presidente Dilma Rousseff com prefeitos integrantes da Confederação Nacional dos Municípios, que vieram ao Planalto pedir que a proposta de recriação da CPMF contemple também os municípios.

Questionado se, para conseguir isso, não era preciso manter um diálogo com Cunha, que tem criticado o novo imposto e está em situação delicada no Congresso por conta das seguidas acusações de corrupção, Berzoini afirmou:

STF nega investigação em sigilo de contas atribuídas a Cunha na Suíça, diz jornal
Relatório paralelo do PSOL na CPI da Petrobras pedirá indiciamento de Cunha

— Nós tratamos dessas questões de maneira republicana e transparente tanto com o presidente da Câmara quanto do Senado.

E emendou:

— Vamos continuar o diálogo institucional e não tem nenhuma conexão com eventuais situações que cada um dos dirigentes políticos vive em relação a qualquer relação a qualquer outra situação. O importante para nós é que haja respeito e diálogo institucional.

Resposta de Cunha a pedido de impeachment deve ser rápida, diz Mendonça Filho
Análise de novo pedido de impeachment será dentro da legalidade, diz Cunha

Apesar dos embates com Cunha e troca de declarações pela imprensa nos últimos dias, a presidente Dilma tenta manter as pontes com o Congresso. Vários emissários têm sido enviados para manter o entendimento com Cunha.

O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, também tem participado deste processo de restabelecimento de pontes com a Câmara, assim como Berzoini. Diante da imprevisibilidade das ações de Cunha, o governo quer manter um canal aberto com ele para evitar que o peemedebista possa aceitar e dar prosseguimento a qualquer uma das inúmeras propostas de impeachment contra a presidente.

Disposto a resistir, Cunha avalia caminhos a seguir
Baiano revela encontros na casa de Cunha para cobrar propina atrasada

*Estadão Conteúdo

 Veja também
 
 Comente essa história