Prefeito de Tangará é preso por suspeita de fraude em licitações Divulgação/Divulgação

Euclides Cruz, prefeito de Tangará

Foto: Divulgação / Divulgação

O prefeito de Tangará, Euclides Cruz (PSD), foi preso na manhã deste sábado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Cruz estava em casa e não ofereceu qualquer reação contrária à presença dos policiais. Em seguida ele foi levado para a Unidade Penitenciária Avançada (UPA) de Videira. 

O promotor Joel Rogério Furtado Júnior, coordenador do Gaeco de Lages, explica que há suspeitas do envolvimento do prefeito em uma organização criminosa que fraudava licitações em benefício próprio e que vem sendo investigada na região.  Dia 22  havia ocorrido prisões de empresários. Além de três servidores públicos.

Seis presos por suspeita de fraude em licitação no Meio-Oeste  

- Inicialmente não estava clara a participação do prefeito, o que foi constatada a partir das investigações e desenrolar das ações realizadas pelo Gaeco durante a semana_ disse o promotor.

 Além da prisão do prefeito, o Gaeco também cumpriu o mandado contra uma servidora pública suspeita de envolvimento na mesma prática. Porém, ela não foi presa em função de estar hospitalizada. A operação foi batizada de Patrola por apontar irregularidades na aquisição e uso de maquinários pesados de propriedade do poder público.  

 Veja também
 
 Comente essa história