Catarinense diz que não tem preconceito racial, mas é contra aborto, maconha e casamento gay  Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

A pesquisa do Instituto Mapa, contratada pelo Grupo RBS/SC e publicada nesta quinta-feira, traz a opinião do eleitor catarinense sobre temas polêmicos como a regularização do aborto, do casamento gay, do uso de maconha e também a percepção sobre preconceito racial. Apenas na questão do casamento homoafetivo há algum equilíbrio entre quem é contra e a favor - nas demais, o eleitor é amplamente contrário. 

Os pesquisadores chamam a atenção para o fato de, em questões polêmicas, os entrevistados quererem demonstrar que respeitar o que, na sociedade atual, é considerado "politicamente correto". 

Pesquisa mostra características do eleitor catarinense e o que ele pensa sobre política e eleições
Um em cada quatro eleitores de SC não lembra em quem votou na última eleição

Catarinense quer candidato experiente e que não seja de família de políticos
Eleitor de SC não confia na política no Brasil, no Estado e na sua cidade
Mais da metade dos eleitores de SC considera votar em candidato novo na política
Eleitor catarinense acredita que maioria dos políticos é corrupta


 Veja também
 
 Comente essa história