Gean Loureiro apresenta os dois primeiros nomes do secretariado Bruno Oliveira / Divulgação/Divulgação

Carlos Alberto Justo, o Paraná, assume a Saúde (à esquerda) e Maurício Pereira (direita), comandará a Educação

Foto: Bruno Oliveira / Divulgação / Divulgação

O prefeito eleito de Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB), confirmou na tarde desta segunda-feira os dois primeiros nomes de seu secretariado: Carlos Alberto Justo, o Paraná, assume a Saúde, enquanto Maurício Pereira comandará a Educação. Ambos são professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o que levou o peemedebista fazer o anúncio no gabinete do reitor Luiz Cancellier, no campus de Florianópolis.

De acordo com Gean escolha do local teve dois objetivos - simbolizar a parceria que pretende manter com a universidade e ratificar a promessa de campanha de realizar indicações de perfil técnico para o secretariado. O prefeito eleito afirmou que os nomes de Paraná e Pereira tiveram a bênção da coligação de 15 partidos que o apoiou nas eleições de outubro.

— Mesmo sendo nomes técnicos apresentados, eles tiveram o referendo de toda estrutura política dos partidos que nos apoiaram. Eles receberam o aval das principais lideranças do PMDB e do PSDB — afirmou Gean.

Maurício Pereira é membro titular do Conselho Estadual de Educação e atualmente ocupa o cargo de diretor da Imprensa Oficial e Editora de Santa Catarina, órgão ligado à Secretaria Estadual de Administração. Construiu sua carreira acadêmica na área de Administração e chegou a ser diretor do Centro Sócio-Econômico (CSE) da UFSC. Ele vai substituir Rodolfo Pinto da Luz (PSD), que ocupa o cargo de secretário de Educação em Florianópolis há 12 anos, passando pelas equipes de Dário Berger (PMDB) e do atual prefeito Cesar Souza Junior (PSD). 

Pereira disse ser amigo de Rodolfo, com quem conversou na manhã segunda-feira, mas promete imprimir um estilo pessoal à gestão. Diz que será um secretário presente nas unidades de educação e que imprimirá uma gestão descentralizada.

— Uma coisa que eu quero fazer é sempre levar os vereadores eleitos pela comunidade nas visitas às escolas e creches. Eles são os representantes destes locais e precisam participar também nos bons momentos, não apenas quando algo dá errado — afirmou.

Figura muito conhecida no campus da UFSC, o professor Carlos Alberto Justo trabalha há 26 anos na instituição e ocupou diversos cargos de gestão. Foi eleito vice-reitor em 2007 e concorreu à reitoria em 2011, quando foi derrotado no segundo turno por Roselane Neckel. Dirigiu o Centro de Ciências da Saúde (CCS) durante oito anos, entre 1996 e 2004, e ocupa, desde 2012, a direção do Hospital Universitário.

Paraná comprometeu-se com as principais promessas de Gean na área da saúde _ a abertura da Policlínica do Continente e a implantação do Alô Doutor, um sistema online e telefônico de marcação de consultas médicas. O futuro secretário acredita que é possível reduzir o desperdício de recursos no setor melhorando a gestão.

— Inicialmente fiquei muito surpreso com o convite do prefeito. Ele me convenceu dizendo que tinha feito uma campanha que priorizava muito o compromisso com a saúde na cidade. Começamos a detalhar algumas situações e fui convencido de que é possível fazer um bom trabalho — disse Paraná.

Gean Loureiro pretende completar a lista de secretários até 15 de dezembro. Ele afirmou que não pretende ocupar mais da metade das 25 pastas que atualmente compõem o organograma da prefeitura de Florianópolis. Presentes no anúncio desta segunda-feira, são nomes certos na equipe o ex-secretário estadual de Administração Constâncio Maciel — apontado pelo prefeito eleito como "um coringa" — e o jornalista Bruno Oliveira, que deve ser responsável pela comunicação, que perderá status de secretaria.

— Eu quero nomear metade dos secretariado. Muitos vão acumular funções, até porque quero fundir algumas pastas e não dá para indicar alguém para uma pasta que vai deixar de existir — afirmou o prefeito eleito.

Leia também:

"Vamos unir a nossa cidade", promete Gean Loureiro após ser eleito prefeito de Florianópolis

Gean Loureiro apresenta lista de prioridades em Brasília

Moacir Pereira: Gean Loureiro pode fundir secretarias em Florianópolis

Rafael Martini: MPF quer plano diretor finalizado ainda este ano 


 Veja também
 
 Comente essa história