Primeiro relatório da temporada aponta 44 pontos impróprios para banho em SC Emerson Souza/Agencia RBS

Praia dos Ingleses, em Florianópolis

Foto: Emerson Souza / Agencia RBS

Cerca de 20% dos pontos de praia analisados pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) em Santa Catarina estão impróprios para banho. Segundo o primeiro relatório de monitoramento das áreas, feito pelo órgão para analisar a qualidade da água na temporada de verão 2016/2017, dos 214 locais analisados, 44 apresentaram índice de poluição superior ao aceito pelo órgão. 

A partir de agora, as coletas, análises e divulgação da qualidade das praias no Estado serão semanais. Outra novidade envolve a ampliação das áreas pesquisadas. Neste ano, três novos pontos passam a ser avaliados: dois em Governador Celso Ramos e um em Imbituba.

Em Florianópolis, das 36 praias analisadas, 12 registraram pontos impróprios para banho. Na Praia Brava e Ponta das Canas, por exemplo, quatro locais foram investigados pelos funcionários da Fatma e dois apresentaram problemas. Já nos Ingleses, dos sete pontos estudados, dois tiveram resultados negativos. Na capital, os números negativos representam 24% do total. 

Na praia de Canasvieiras,  que durante a temporada passada apresentou problemas de poluição na área próxima ao Rio do Braz, dos oito pontos analisados, nenhum foi notificado como impróprio. 

Navegue no mapa abaixo e veja a condição das praias de SC, segundo a Fatma:

Classificação:

Para que a análise confirme se o ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli - presente em fezes de animais e humanos. Para obter o resultado, são necessárias ainda cinco coletas consecutivas.

Próprio: quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros.

Impróprio: quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local, for superior a 800 Escherichia coli por 100 mililitros.

Leia mais notícias:
Lagoa do Peri recebe Bandeira Azul pelo segundo ano seguido
Celesc vai custear 60% da instalação de sistema de energia solar em SC 
Crime sem castigo: sete em cada 10 multas ambientais em Santa Catarina ficam sem pagamento

 Veja também
 
 Comente essa história