Dois homens são mortos a tiros na Vargem do Bom Jesus, em Florianópolis Arquivo pessoal/Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Dois homens foram executados no Morro do Mosquito, na Vargem do Bom Jesus, Norte da Ilha, por volta das 15h40min de sábado. Os corpos estavam dentro de um carro na rua Fabriciano Inácio Monteiro, perto de uma igreja. O veículo, um Gol vermelho, foi atingido por cerca de 20 tiros.

Os homens se chamavam Eliton Pereira e Douglas Henrique de Andrade Faria, 23 anos, e eram moradores da região. Segundo a Polícia Militar, eles tinham antecedentes criminais. A Delegacia de Homicídios investiga os crimes.

A reportagem apurou que as primeiras apurações da polícia indicam que o duplo homicídio pode estar relacionado a guerra do tráfico de drogas e facções no norte da Ilha de Santa Catarina.

Após as duas mortes, policiais militares receberam denúncias de que traficantes ligados a uma facção criminosa iriam invadir o Morro do Mosquito e estariam ameaçando famílias para deixarem as casas.

Este ano, o norte da Ilha já teve onda de violência em outras duas comunidades. Primeiro foi na Papaquara, onde a turista gaúcha Daniela Scotto, 38 anos, foi morta ao entrar com o carro da família por engano no local. Depois, houve morte no Siri, nos Ingleses, quando Fábio Menezes, 27 anos, foi assassinado. A morte dele foi seguida por outros dois homicídios, de Leonardo Morche Garcia, 45 anos, e Marcos Antônio da Silva Junior, 26 anos, na Cachoeira do Bom Jesus. Uma outra vítima foi baleada no Centrinho dos Ingleses e morreu depois no hospital.

A reportagem apurou que o tráfico estaria alternando os locais das mortes na tentativa de fugir dos cercos policiais montados na região.

Leia também:

Descontrole de facção preocupa autoridades em Santa Catarina

Violência que amedronta: mortes e terror em comunidades da Grande Florianópolis


 Veja também
 
 Comente essa história