Morre o ministro catarinense do STF Teori Zavascki Rovena Rosa/Agência Brasil

Ministro do STF Teori Zavascki

Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

O ministro catarinense do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, 68 anos, morreu na tarde desta quinta em um acidente aéreo em Paraty (RJ). Um dos filhos dele, Francisco Zavascki, confirmou no Facebook que ele era uma das cinco pessoas que estava dentro da aeronave que ia de São Paulo para Angra dos Reis (RJ).

O ministro estava em evidência nos últimos dois anos por ser o relator da Operação Lava-Jato no STF. Ele era o responsável por dar as principais decisões e encaminhamentos aos processos que envolvem os políticos envolvidos no esquema desvendado pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF) desde 2014. Em 2017, Teori tem como principal missão homologar as delações premiadas dos executivos da Odebrecht.


Clique e confira fotos da trajetória do ministro
Foto: Arte DC sobre fotos de arquivo pessoal

A presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, estava em Belo Horizonte e voltará para Brasília ainda durante esta tarde para acompanhar o caso. Segundo o repórter da RBS em Brasília, Guilherme Mazui, o STF, o Palácio do Planalto e a família do magistrado já foram informados.

Mãe do ministro morreu recentemente

A mãe do catarinense morreu em junho de 2016 em Faxinal dos Guedes. Dona Pia Fontana Zavascki, 101 anos, estava internada na Sociedade Hospitalar Beneficente São Cristóvão. O corpo foi velado na Câmara de Vereadores. O ministro Zavascki foi à cidade catarinense para acompanhar o funeral. O enterro foi no Cemitério Municipal.

Aprovado em concurso de juiz federal para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em 1979, Teori foi nomeado, mas não tomou posse. Advogado do Banco Central de 1976 até 1989, finalmente chegou à magistratura quando foi indicado para a vaga destinada à advocacia no TRF4. Respeitado nas áreas administrativa e tributária, Zavascki também era minucioso em questões processuais.

Teori assumiu o cargo no STF com 64 anos, através da indicação da presidente Dilma Rousseff. A posse dele ocorreu no dia 29 de novembro de 2012. Em 2016, ele completou quatro anos de atuação no Supremo.

O ministro era casado com Maria Helena Marques de Castro Zavascki, que morreu em 2013 vítima de câncer. Eles deixaram três filhos, Alexandre Zavascki, Francisco Zavascki e Liliana Zavascki.

 Veja também
 
 Comente essa história