Polícia identifica corpo de homem enterrado nas dunas do Siri, norte da Ilha Cristiano Andujar/Divulgação

Polícia Militar prestou apoio à prefeitura na demolição dos imóveis que estariam desocupados

Foto: Cristiano Andujar / Divulgação

Um dia depois de acharem o corpo de um homem enterrado nas dunas da comunidade do Siri, em Ingleses, a Polícia Civil identificou a vítima como Nelson da Rosa, 43 anos. De acordo com o delegado Ênio Mattos, titular da Delegacia de Homicídios, Nelson foi morto provavelmente na quarta-feira. 

Ele era natural da cidade de Piraquara, no Paraná, já morava há alguns anos no Siri, onde também reside sua família, e não possuía antecedentes criminais. O corpo de Nelson, enrolado em um cobertor, foi encontrado na quinta-feira pela manhã durante uma operação da Prefeitura de Florianópolis para demolir 35 casas na comunidade

Para o delegado Ênio, a morte foi causada por alguma discussão ou desavença com alguém da vizinhança. Ele não foi morto a tiros, mas sim a facadas ou pedradas, acredita Ênio. 

Cheio de trabalho nesse início de ano violento em Florianópolis, o delegado agora se debruçará na tentativa de solucionar mais um homicídio na cidade em 2017, que já contabiliza ao menos 19 assassinatos nesses primeiros dias do ano.

— A morte dele não teve relação com o tráfico de drogas na região, não. Deve ter sido alguma outra briga ali. Com o laudo cadavérico sabermos exatamente a causa da morte, mas não foi por disparo de arma de fogo — explica Ênio.

 Veja também
 
 Comente essa história