Acidente com dois mortos na Via Expressa ocorreu em trecho sem guardrail Harold Ayres/Arquivo Pessoal

Trecho onde ocorreu a colisão frontal, nas proximidades de uma empresa de tecnologia há dois quilômetros da entrada da Ilha

Foto: Harold Ayres / Arquivo Pessoal

A colisão frontal que resultou na morte do policial civil Fabrício Strobel, 35 anos, e de Marcos Vinícius David, 28 anos, ocorreu em um dos trechos sem guardrail (ou defensa metálica) no trecho mais movimentado da BR-282 em Santa Catarina, os cinco quilômetros da Via Expressa que vão das pontes à BR-101. O acidente, por volta de 2h desta quarta-feira, ocorreu no quilômetro 2 da rodovia e como não havia testemunhas nem imagens de monitoramento, não é possível saber os motivos que provocaram a invasão de pista por parte do Toyota Corolla guiado por David. Ambos os motoristas morreram na hora.

Leia mais
Vítima de acidente na Via Expressa era agente da Deic de Florianópolis
Diogo Vargas: "morte de agente linha de frente gera luto na Polícia Civil"

Para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), através do inspetor Adriano Fiamoncini, se houvesse a proteção entre as pistas "talvez" as lesões nas vítimas não fossem tão graves e o Toyota Corolla poderia não ter invadido a pista contrária. O inspetor deixa claro tratar-se de uma suposição, mas lembra que no local havia apenas o canteiro com grama. A dúvida da PRF é saber por que o motorista do Corolla, que seguia no sentido Continente/Ilha, perdeu o controle.

— Por enquanto é um mistério. Não haviam testemunhas, nem imagens, os dois condutores morreram, não havia passageiros, não havia um terceiro veículo, não chovia, não haviam pessoas caminhando ou circulando. E ali é um pequeno trecho sem defensa metálica, talvez, se tivesse, as lesões teriam sido mais leves e o veículo, talvez, não tivesse nem passado para o outro lado — explica Fiamoncini, para dizer que os resultados dos laudos periciais do Instituto Geral de Perícias (IGP) podem trazer esclarecimentos, como as respostas para exames toxicológico e de alcoolemia nos motoristas, em especial o do Corolla, que invadiu a pista contrária.

Já o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), por meio da assessoria de imprensa, diz que existe a previsão de instalar defensas metálicas em todo trecho da Via Expressa, mas o órgão aguarda recursos para a empreitada que não tem data para sair do papel. A assessoria de imprensa do DNIT em Santa Catarina não soube responder com exatidão quais os trechos da Via Expressa nos seus cinco quilômetros de acesso/saída da Ilha que não possuem defensas metálicas para separar as pistas. 

O acidente

Uma colisão frontal na madrugada desta quarta-feira deixou dois homens mortos em Florianópolis. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta da 1h20min, na BR-282, no km 2, um Corolla, que seguia no sentido a Capital, invadiu a pista contrária e bateu de frente a um Sandero, que era dirigido pelo policial Fabrício, que acabara de sair do plantão na Delegacia Estadual de Investigação Criminal (Deic) e retornava para casa. 

Por meio das redes sociais, o Delegado e Diretor da Polícia Civil de Florianópolis, Adriano Bini, lamentou a morte do colega:

"Com muita tristeza informamos que o Agente de Polícia Fabrício Strobel, 35 anos, integrante desta Dras/Deic, faleceu nesta madrugada, em razão de acidente de trânsito na Via Expressa, Capital, quando a viatura policial foi atingida por outro carro que cruzou a pista. A Polícia Civil perde um grande integrante e com brilhante carreira. A Dras/Deic perde um irmão. Consternados, ainda não acreditamos que com toda a coragem que o Fabrício teve e os riscos que submeteu-se juntamente com suas companheiros(as), tenha nos deixado de forma tão estúpida. Fabrício deixa a esposa Mariana, também Agente de Polícia e integrante da Deic".

Acidentes na Via Expressa em 2017

— 126 acidentes;

— 93 vítimas leves;

— 15 vítimas graves; 

 — 03 mortos; 

 — Dois nesta madrugada e um dia 06 de abril, quando um andarilho foi atropelado por uma moto às 22h30;

— Média de circulação diária de veículos: 180 mil veículos

Leia as últimas notícias da Grande Florianópolis

 DC Recomenda
 
 Comente essa história