Após chuvas, governo de SC estima prejuízos na ordem de R$ 40 milhões  Secom/Divulgação

Comitiva nacional sobrevoa Lages na manhã desta segunda-feira

Foto: Secom / Divulgação

O governador Raimundo Colombo afirmou na manhã desta segunda-feira que os prejuízos causados pelas chuvas das últimas semanas devem chegar perto dos R$ 40 milhões em Santa Catarina. Durante uma entrevista no aeroporto de Lages, na Serra, Colombo disse ainda que a Defesa Civil estadual prepara um relatório dos estragos para enviar ao presidente Michel Temer e pedir ajuda federal. Após conversar com os jornalistas, o governador se juntou aos ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho, e do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, para sobrevoar a cidade. 

— Nós estamos fazendo um levantamento para entregar ao ministro [da Integração Nacional] e ao presidente da República. Baseado na enchente de 2014, que foi parecida [com a registada na últimas semanas], nós estamos imaginando recursos necessários para os municípios na ordem de 40 milhões  — disse Colombo. 

Além de Colombo, o ministro Barbalho também falou sobre a situação de SC. Segundo ele, o sobrevoo desta manhã pretende avaliar mais de perto a situação das cidades. Além dos municípios, as estradas federais também serão analisadas. Já Osmar Terra anunciou que o governo federal irá antecipar em 15 dias o pagamento do Bolsa Família para os beneficiados do programa que vivem nas quatro cidades que já oficializaram os pedidos de situação de emergência.

Na última semana, técnicos da Defesa Civil nacional foram enviados ao Estado para avaliar a situação das barragens e encostas. O Ministério da Integração Nacional deve emitir dados sobre as obras de contenção que auxiliaram na prevenção das enchentes em outras cidades de SC. 

— Vamos verificar as barragens que foram construídas em parceria com o governo federal e reafirmar o nosso compromisso com o Estado — contou Barbalho antes de sobrevoar a cidade de Lages. 

O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Renato Newton Rawlom; o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, e o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte, também acompanharam a visita. 

Após o sobrevoo, ainda no aeroporto de Lages, a equipe participou de reuniões com prefeitos, entre eles o de Lages, Antonio Ceron, e o de Rio do Sul, José Thomé.

Durante o período de chuvas, 99 cidades do Estado e mais de 31 mil pessoas foram atingidas. Segundo dados da Defesa Civil catarinense, a Serra e a região do Alto Vale do Itajaí foram as áreas mais afetadas. Leia mais notícias sobre as chuvas aqui

Leia mais notícias:
Bom Jardim da Serra registra -2ºC no amanhecer desta segunda-feira

Após chuva, famílias atingidas por enchentes e deslizamentos retornam para as casas em SC

 Veja também
 
 Comente essa história