Rodovias registram interdições por conta da chuva em Santa Catarina PRF/Divulgação

Na BR-116, em Ibirama, PRF debloqueou trecho 

Foto: PRF / Divulgação

A chuva dos últimos dias em Santa Catarina provocou prejuízos e deixou diversas cidades em alerta nesta semana. Nas rodovias, ao menos 11 pontos de interdição total ou parcial foram registrados. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), sete estradas estaduais foram afetadas desde que a chuva começou. Já nas rodovias federais, ao menos quatro precisaram ser bloqueadas momentaneamente. 

A maioria das ocorrências foi causada por grande quantidade de água na pista, deslizamentos ou risco de queda de barreiras, segundo a Defesa Civil. Os órgãos permanecem monitorando a condição do tempo e atualizando a situações das estradas. 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a BR-101, na região da Grande Florianópolis, registra trânsito intenso devido ao acumulo de água na pista e fluxo de veículos nesta manhã. No entanto, não há pontos de bloqueios. A mesma situação acontece na BR-470 em Ibirama, no Vale do Itajaí. O trecho havia sido interditado na última quarta-feira, mas a situação já foi normalizada. 

Veja os pontos que ainda permanecem interditados nesta manhã:

BR-153 - Divisa com o Rio Grande do Sul - Interdição parcial (somente veículos leves)

BR-116 - Monte Castelo - Km 99 e 111 - Interdição total do trecho 

BR-282 - Rancho Queimado - Km 79 - Interdição parcial 

SC-390 - Lauro Muller - Km 428 - Interdição parcial

SC-465 - Macieira - Km 15 -  Interdição total do trecho

SC-446 - Serra do Rio do Rastro - Km 1 - Interdição parcial 

SC-283 - Concórdia - Kms 24 e 121 - Interdição parcial

SC-150 - Joaçaba - Km 91 - Interdição parcial

SC-427 - Taió - Km 16 - Interdição parcial

SC- 114 - Taió - Km 116 e 293 - Interdição parcial

A Autopista Litoral Sul, concessionária responsável pela manutenção das rodovias federais, orienta aos motoristas o dobro a atenção e redução da velocidade devido às condições de visibilidade e pista molhada. 

Leia mais notícias:


 Veja também
 
 Comente essa história