O diretor executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal, Felipe Salto, avaliou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que os dados da prévia das contas do governo em junho indicam que há pouco espaço para um novo desbloqueio do Orçamento. Segundo a IFI, as contas em junho registrarão um déficit em torno de R$ 20 bilhões. "Não tem espaço. Descontingenciar significa maior despesa. E há muito pouco espaço para aumentar despesas", disse.

O diretor-adjunto da IFI, Gabriel Leal de Barros, acrescentou que seria arriscado liberar recursos agora, porque as expectativas de receitas extraordinárias estão se mostrando mais baixas e incertas. Ele citou o Refis (parcelamento de débito tributário) e a arrecadação com a reabertura do programa de repatriação de recursos enviados ilegalmente ao exterior. Segundo ele, há consenso que a arrecadação repatriação será mais fraca do que a prevista.

"Parece arriscado fazer o desbloqueio na conta do chá (resultado sem folga). Não pode nada dar errado, o que dificultaria a tarefa de cumprir a meta fiscal", afirmou.

 Veja também
 
 Comente essa história