Pelo menos 25 integrantes do grupo Estado Islâmico (EI) morreram em uma operação de comando aerotransportada do Exército sírio no deserto de Al Badiya, no centro da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), neste domingo (13).

No sábado, "25 membros do EI morreram, e outros foram feridos em uma operação de comando das forças do regime sírio com a ajuda de aviões e de helicópteros militares russos" no nordeste da província de Homs (centro), disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Nos combates, seis soldados sírios morreram, relatou o OSDH.

Com a operação, o Exército sírio conseguiu recuperar três localidades no deserto, indicou uma fonte militar síria citada pela agência oficial Sana.

Em 6 de agosto passado, as forças do governo conquistaram Al-Sukhna, último grande bastião do EI na província de Homs, segundo a ONG.

O governo sírio e seu aliado russo confirmaram ontem a conquista dessa cidade estratégica.

"A libertação de Al-Sukhna abre, para as forças governamentais, a possibilidade de uma ofensiva e de quebrar o cerco a Deir Ezzor", uma grande cidade às margens do Eufrates sitiada pelo EI, declarou o Exército em um comunicado.

rh/ram/nbz.zm/age/tt

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história