O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado na manhã desta segunda-feira, 11, na praia do Moçambique, região norte da Ilha de Santa Catarina. A Polícia Civil classificou o caso como homicídio, levando Florianópolis a registrar o 123º assassinato em 2017.

Segundo o delegado Ênio Matos, da Delegacia de Homicídios da Capital, o homem foi atingido por três disparos — um na cabeça, um no braço e um nas costas. As investigações preliminares apontam para o envolvimento com o tráfico de drogas, mas a polícia ainda faz investigações na região.

— Pelas características, tudo indica que (o homicídio) está ligado ao tráfico de drogas. Como o local é deserto, ainda não encontramos testemunhas. Vamos trabalhar para identificar (o corpo) o quanto antes — disse o delegado.

Com mais esta morte violenta, passados 253 dias em 2017, a Capital catarinense chegou à marca de 123 assassinatos — praticamente um a cada dois dias. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), até o dia 8 de setembro haviam sido 102 homicídios, seis latrocínios (roubo de seguido de morte), cinco lesões corporais seguidas de morte e nove casos em confrontos com a polícia.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

 Veja também
 
 Comente essa história