Os advogados de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins, disseram nesta quarta-feira, 13, durante entrevista coletiva que o depoimento do petista hoje ao juiz federal Sérgio Moro serviu para mostrar que a Justiça e o juiz não estão em busca da verdade dos fatos.

De acordo com a defesa, nem o Ministério Público, nem o juiz Sérgio Moro conseguiram provar que recursos oriundos da Petrobras foram usados para financiar as reformas do tríplex, no Guarujá, e do sítio de Atibaia, supostamente de propriedade do ex-presidente. "Não há prova de que recursos oriundos da Petrobras beneficiaram o ex-presidente Lula", disse Zanin.

Ainda de acordo com os advogados, o depoimento prestado por Lula hoje serviu também para demonstrar que o ex-presidente jamais pediu a propriedade dos imóveis apontados nos processos. "No processo, demonstramos que o Ministério Público não provou a base das denúncias sobre a Petrobras", disse Zanin.

 Veja também
 
 Comente essa história