Estado restringe perícia noturna por causa de atentados em SC Luiz Carlos Souza / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal

Foto: Luiz Carlos Souza / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O Instituto Geral de Perícias está restringindo as perícias realizadas durante a noite com o intuito de preservar a segurança dos servidores públicos em função dos ataques a agentes públicos e repartições do governo que ocorreram nas últimas noites. 

A informação foi confirmada pelo diretor do IGP,  Miguel Colzani, na manhã desta sexta-feira. Apenas os casos de urgência, como homicídio e morte no trânsito, serão atendidos de imediato. 

As perícias consideradas menos urgente são: contra o patrimônio, exames de constatação preliminar de drogas e exames de lesões em presos. 

— O deslocamento noturno (deve ocorrer) somente em casos urgentes e necessários. Todos os procedimentos que puderem, (devem) aguardar para o dia seguinte durante esse momento de situação complicada — explicou o diretor. 

Repartições públicas no Litoral Norte também restringiram atendimento na noite de quinta-feira.

Leia mais 

Centro Administrativo é alvo de tiros em noite com 14 ataques em SC

Atribuição de ataques em SC a organização criminosa de SP ainda é frágil

Velório de PM morto em Camboriú reúne ex-colegas de farda

PM de Florianópolis reforça barreiras e rondas nesta quinta

Viatura da Polícia Militar é incendiada em Criciúma, no Sul do Estado

Incêndio destrói quatro casas na comunidade Frei Damião, em Palhoça

Policial militar de Camboriú foi o 4º agente morto em agosto no Estado



 Veja também
 
 Comente essa história