Pró-Reitor de Extensão, Rogério Cid Bastos, assume interinamente o comando da UFSC Cristiano Estrela/Agência RBS

Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

Em entrevista na manhã desta quinta-feira ao programa Notícias da Manhã, na rádio CBN Diário, o chefe de gabinete da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o jornalista Áureo Moraes, confirmou que o pró-reitor de Extensão, Rogério Cid Bastos, assume interinamente o comando da instituição. A vice-reitora, Alocoque Lorenzini Erdmann, está em viagem oficial ao México e já foi avisada da situação, informou o chefe de gabinete.

O reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier de Olivo, foi preso nesta manhã na Operação Ouvidos Moucos, pela Polícia Federal. Com apoio da Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União, a PF desarticula uma organização criminosa que supostamente desviou recursos para cursos de Educação a Distância (EaD) da universidade.

Segundo Moraes, a administração foi tomada “por absoluta surpresa” com a operação policias, e que pró-reitores, diretores e secretários se reuniram logo nas primeiras horas da manhã para tentar buscar esclarecimentos sobre o caso. O secretário de aperfeiçoamento pessoal da UFSC, Luiz Henrique Cademartori, acompanhou o reitor até a superintendência da PF, para buscar mais informações. 

_ O que nós sabemos é que havia um procedimento de apuração que estava sendo conduzido pela Corregedoria Geral da UFSC, que referia-se a projetos desde 2006. Em nenhum momento houve qualquer tipo de obstrução, muito pelo contrário, o tempo todo que fomos demandados, a administração da UFSC deu acesso às informações. Em qualquer tipo de apuração, essa tem sido a nossa prática _ explicou o chefe de gabinete, em entrevista ao apresentador Mário Motta.

Quanto ao funcionamento da UFSC, Moraes afirma que tudo transcorrerá na normalidade por conta do episódio, e nenhuma aula ou até editais, será suspenso.

Ainda no fim da manhã, desta quinta, a Administração Central da UFSC enviou uma nota oficial sobre o caso, em que detalha alguns pontos:

"1 - Foi tomada por absoluta surpresa com a condução do Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que no momento está acompanhado pelo Secretário de Aperfeiçoamento Institucional, Luiz Henrique Cademartori, na Superintendência da PF em Florianópolis;

2 - A Vice-Reitora, Alacoque Lorenzini Erdmann, encontra-se em missão no exterior, razão pela qual o Pró-reitor de Extensão, Rogério Cid Bastos, assume interinamente a Reitoria;

3 - A Administração Central tinha conhecimento dos procedimentos de apuração, conduzidos pela Corregedoria-Geral da UFSC sobre supostas irregularidades ocorridas em projetos executados desde 2006. Sempre mantivemos a postura de transparência e colaboração, no sentido de permitir a devida apuração de quaisquer fatos de modo a atender as melhores práticas de gestão.

4 - Por fim, aguardamos mais informações sobre a operação da PF para apresentar à comunidade universitária e à sociedade os esclarecimentos devidos".

Leia mais:

Reitor da UFSC preso nesta quinta foi eleito em novembro de 2015

Irregularidades na UFSC começaram no curso de Física, segundo a CGU

Ex-delegada da Lava-Jato comanda operação da PF contra irregularidades na UFSC


 Veja também
 
 Comente essa história