Um agente penitenciário que atua na Penitenciária de São Pedro de Alcântara foi detido na madrugada desta sexta-feira durante uma briga na Oktoberfest em Blumenau.

Segundo informou a assessoria do parque, o homem estava com uma arma em punho e causou um tumulto dentro do Setor 2 do Parque Vila Germânica. Ele teria sido imobilizado por seguranças e pela Polícia Militar.

O comandante do 10º Batalhão Polícia Militar de Blumenau, tenente-coronel Jefferson Schmidt, diz que o agente estava na festa e teria se envolvido em uma discussão com um grupo de festeiros. Ele teria sacado a arma e começado a ameaçar um dos rapazes, até que outro homem deu um soco nele. Caído no chão, o agente teria continuado a fazer ameaças contra o grupo. Outras pessoas que estavam no local correram, assustadas.

Schmidt diz ainda que o agente teria resistido à prisão e um outro homem teria pedido o nome dos policiais que detiveram o profissional, ameaçando processá-los. O comandante completa que, ao menos entre os PMs, a orientação é de que, se forem à festa, que não saiam armados.

— É uma situação preocupante e é natural que a segurança do evento agora seja questionada. Se fosse um bandido entrando armado na festa, eu estaria penalizando a PM, que faz a segurança externa do evento e dá orientações aos profissionais contratados pela Vila Germânica. Neste caso, cabe às demais orientações com agentes que possuem porte de arma que ajam para coibir que situações como esta se repitam — argumenta Schmidt.

O agente penitenciário e outro homem envolvido na briga foram encaminhados à delegacia da Polícia Civil que fica dentro da Vila Germânica, registraram boletim de ocorrência e foram liberados em seguida.

A assessoria da Vila Germânica ainda informa que segue rígidos protocolos de segurança, fazendo a revista de todos os frequentadores da festa, mas que, por ter porte de arma, o agente não estaria impedido de ir à Oktober com ela.

 Veja também
 
 Comente essa história