Florianópolis aceita assumir estradas que cortam a Ilha, desde que Estado repasse dinheiro Cristiano Estrela/Agencia RBS

Prefeito reclama que SC-401 tem muretas danificadas

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

O município de Florianópolis aceita assumir trechos de estradas estaduais, desde que o governo do Estado repasse recursos. Em entrevista ao Notícia na Manhã desta quarta-feira, o prefeito Gean Loureiro considerou "péssima" a manutenção das sete rodovias que cortam a Ilha de Santa Catarina. 

– A situação é caótica, não existe contrato com nenhuma empresa para realizar operação tapa-buracos em Florianópolis – comentou Gean.

O decreto assinado pelo governo do Estado que permite a municipalização de trechos de rodovias estaduais está em vigor desde terça-feira. 

– Florianópolis já tinha solicitado. Entreguei documento diretamente ao governador – diz o prefeito. 

Gean defende que a prefeitura receba verbas hoje destinadas ao Deinfra e que não são aplicadas na cidade. 

– A SC-405 não é revitalizada tem muito tempo, a sinalização está desgastada. A SC-401 tem muretas danificadas, abrigos de ônibus quebrados, nem capina acontece – reclama Gean.

O Decreto Estadual 1.319, que altera o Plano Rodoviário Estadual, prevê que o município que tiver interesse em gerenciar, fazer manutenção, infraestrutura, sinalização e outras melhorias, em perímetros urbanos, poderá executar com anuência do Estado. Para isso, o prefeito interessado deverá fazer o pedido no Departamento Estadual de Infraestrutura. A alteração da regra foi decorrente de diversos pedidos feitos junto ao Deinfra por prefeitos.

Acompanhe a entrevista:

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

 Veja também
 
 Comente essa história