A obesidade nos Estados Unidos atingiu um novo máximo e já afeta 39,6% da população adulta, segundo um relatório governamental publicado nesta sexta-feira.

Os especialistas estão preocupados com a obesidade porque ela está associada com outras enfermidades, como doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.

A taxa de obesidade dos adultos nos Estados Unidos tem crescido regularmente desde 1999, ano em que se situava em 30,5%.

"Entre 1999-2000 e 2015-2016 observa-se uma clara tendência crescente da obesidade tanto entre os adultos como entre os jovens", aponta o estudo elaborado a partir de uma mostra representativa da população e publicado pelo Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos Estados Unidos.

No entanto, a mudança observada entre 2013-2014 e 2015-2016 "não é significativa nem para os adultos nem para os jovens", informou o organismo.

O relatório anterior indicava que en 2013-2014 a taxa de obesidade entre os adultos era de 37,7%. Os especialistas ressaltam que a diferença entre este dado e o mais recente no é significativa do ponto de vista estatístico porque é inferior à margem de erro.

Para os adultos, a obesidade se define como um Índice de Massa Corporal (IMC) de 30 (kg/m2) ou mais.

Entre os jovens americanos, que engloba toda a população de entre 2 e 19 anos, 18,5% estão obesos, segundo o relatório. Em 1999, a taxa de obesidade nesta categoria era de 13,9%.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história