O Conselho de Segurança da ONU "pede firmemente a todos os líbios a trabalhem juntos em um espírito de compromisso e que empreendam de maneira construtiva um processo político inclusivo", em uma declaração aprovada nesta terça-feira.

Os 15 membros do Conselho dão todo seu apoio ao plano de ação do enviado especial da ONU, Ghassan Salamé, que espera que se organizem eleições legislativas e presidenciais "antes de julho" de 2018.

Segundo seu plano de ação, deve ser submetida a referendo uma nova Constituição e as eleições devem ser organizadas. Em setembro o enviado especial também havia anunciado, embora sem dar datas, uma conferência nacional na ONU para reintegrar a todos os atores "no ostracismo ou marginalizados" do cenário libanês.

O Conselho de Segurança continua "preocupado pela deterioração da segurança da situação econômica e humanitária na Líbia", acrescenta a declaração.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história