A polícia espanhola anunciou neste sábado a apreensão de 3,8 toneladas de cocaína escondidas em um barco no meio do Oceano Atlântico. A embarcação vinha da Colômbia e pretendia chegar a Espanha.

O barco foi interceptado a 540 milhas náuticas (cerca de 1.000 km) das ilhas Canárias, um arquipélago espanhol da costa da África, informou a polícia nacional em um comunicado.

A droga estava escondida em um compartimento na cozinha da embarcação.

A operação que levou à apreensão começou em meados de setembro. Os agentes localizaram o barco, um rebocador, "com a colaboração de várias agências internacionais (...) cerca de 360 milhas náuticas (cerca de 660 km) das costas da Guiana".

Ao estudar sua trajetória e velocidade, a polícia deduziu que o barco "chegaria nas costas espanholas em meados de outubro".

Mas antes que chegasse ao seu destino, a polícia interceptou no meio do oceano e o levou ao porto de Cádiz, Andaluzia (sul Espanha).

A tripulação, composta por sete pessoas, foi detida.

A Espanha é o principal ponto de entrada para as drogas na Europa, devido à sua proximidade com a África do Norte, região que produz cannabis, e suas ligações com a América do Sul, de ondem vem a cocaína.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história