Segurança de creche ateia fogo e mata quatro crianças em Minas Gerais Arte DC/

Foto: Arte DC

Dezenas de crianças foram queimadas por chamas provocadas intencionalmente em uma creche municipal no município de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (5). O Corpo de Bombeiros da cidade vizinha de Montes Claros confirma que ao menos quatro crianças e uma mulher morreram. Cerca de 40 pessoas estariam feridas. As primeiras informações divulgadas indicavam a morte de seis crianças.

A adulta morta na tragédia foi identificada como Heley de Abreu Silva Batista, professora da creche, segundo informações do G1. Os outros mortos no crime - todos eles crianças - não tiveram suas identidades divulgadas. 

O segurança da escola, Damião Soares dos Santos, 50 anos, foi o autor de ataque. O homem, que é funcionário da prefeitura desde 2008, foi a creche na manhã desta quinta-feira entregar um atestado médico, depois de ser afastado, em setembro, alegando problemas de saúde.  Chegando ao local, ele teria cometido o crime. 

A prefeitura não informou qual era o problema de saúde alegado pelo funcionário. Ele está internado em estado grave no Hospital Regional de Janaúba, para onde foi encaminhada a maioria das vítimas.  

Cerca de 50 alunos estavam no recreio no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no bairro Rio Novo. No Facebook, moradores divulgam imagens da operação de resgate e de familiares dos alunos aguardando informações em frente à escola.

De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas deram entrada na unidade de saúde - 14 são crianças com idades entre quatro e cinco anos, e todas tiveram mais de 20% do corpo queimado. 

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense

 Veja também
 
 Comente essa história