O corpo de um homem foi encontrado morto dentro de veículo Hyunday HB 20, de cor preta, na Via Expressa Sul, logo após a saída do túnel Antonieta de Barros, no sentido centro-bairro, em Florianópolis, no início da tarde desta segunda-feira. 

O carro, que estava parado no início da ciclovia em direção ao bairro Saco dos Limões, chamou a atenção de uma guarnição da Polícia Militar (PM), que ao checar o veículo encontrou em seu interior um homem morto com um tiro na cabeça. Peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local, constaram que a vítima estava sem documentos e recolheram o corpo à espera da identificação por familiares. De acordo com a assessoria de imprensa do IGP, a vítima tinha uma tatuagem com a inscrição Caíque.

O caso agora será investigado pela Delegacia de Homicídios, cujo titular Ênio Mattos, vai averiguar se o crime tem relação com a guerra de facções criminosas que fez estourar o número de mortes violentas na Capital em 2017. Mattos afirma que se trata de mais um caso de homicídio na cidade este ano. Agora, com esta morte e a de um homem decapitado no meio da rua na comunidade Chico Mendes, região continental da Capital, na noite de domingo (12), Florianópolis chega a 140 mortes violentas em 2017, bem acima dos 84 registros feitos em todo ano de 2016. 

 Veja também
 
 Comente essa história