Militares do Zimbábue transmitiram na madrugada desta quarta-feira uma mensagem à Nação para afirmar que o presidente Robert Mugabe está a salvo e que não há um golpe de Estado em andamento, após tiroteios na capital, Harare.

"Não se trata de uma tomada do governo por militares", disse um general ao ler a declaração na TV estatal.

"Queremos assegurar à Nação que sua excelência, o presidente (...) e seus familiares estão sãos e salvos, com sua segurança garantida".

A declaração ocorre após um forte tiroteio durante a madrugada, na zona da residência de Mugabe em Harare, segundo testemunhas contactadas pela AFP.

Os incidentes acontecem em meio à tensão sem precedentes entre o chefe de Estado e as Forças Armadas, que ameaçam intervir após a destituição do vice-presidente, Emmerson Mnangagwa.

Antes da troca de tiros, o Foreign Office britânico relatou "movimentos de veículos militares nas imediações de Harare".

Na noite de terça-feira, a embaixada dos Estados Unidos em Harare recomendou a seus cidadãos no Zimbábue que permaneçam em casa diante da "incerteza política".

"Recomendamos aos cidadãos americanos no Zimbábue que se protejam permanecendo em suas casas até novo aviso".

"Em razão da incerteza política que impera esta noite, o embaixador instruiu todos os funcionários (diplomáticos) a permanecer em casa".

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história