Polícia identifica três suspeitos por morte de idoso em Joinville Divulgação/Divulgação

Ele era militar reformado, motivo pelo qual teria sido morto após o assalto

Foto: Divulgação / Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal de Joinville, concluiu as investigações sobre a morte de Jupercy Santanna, 77 anos, que foi encontrado morto em Garuva após desaparecer da casa em que vivia, no bairro Costa e Silva, na zona Norte de Joinville, no dia 30 de julho. Foram identificados três suspeitos pela participação no crime: dois homens, de 21 e 28 anos, e um adolescente de 17 anos. 

O desaparecimento de Jupercy foi registrado em 2 de agosto, mas o idoso fora visto pela última vez em 30 de julho, saindo de casa em seu veículo, um Corolla. Ele estava sozinho em casa porque a esposa havia viajado ao Rio de Janeiro para visitar a filha. O carro já havia sido encontrado em Itapoá e, uma semana depois, o corpo do homem foi encontrado em Garuva. 

O adolescente, ao ser conduzido, contou que havia prestado auxílio vigiando a entrada da casa para que os dois homens cometessem o assalto ao idoso. O objetivo, segundo a investigação da Polícia Civil, era roubar uma motocicleta e o carro da vítima — também foram levados outros objetos, como televisão, aparelho celular e ferramentas, além de dinheiro. No entanto, ao descobrirem que Jupercy era policial militar reformado, o agrediram e asfixiaram até a morte. Depois, o corpo foi abandonado em uma "cova rasa", em Garuva/SC. 

Os dois adultos envolvidos no crime serão indiciados pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver. Um deles foi preso na semana passada, enquanto o outro está foragido. O adolescente responderá pelo ato infracional. Outras pessoas foram indiciadas por receptação dos bens da vítima.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br




 Veja também
 
 Comente essa história