Polícia prende 10 pessoas e apreende armas, drogas e dinheiro em São José Diorgenes Pandini/Diario Catarinense

Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

A Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco), prendeu na manhã desta terça-feira dez pessoas e apreendeu um adolescente, duas armas, dois coletes balísticos, munição, drogas e dinheiro em uma operação contra o crime organizado em São José. A ação ocorreu na comunidade Bom Viver, no Morro da Boa Vista, e foi desencadeada após um homicídio e uma tentativa de homicídio contra moradores da comunidade Morar Bem, também na cidade da Grande Florianópolis.

Conforme a Deic, em 3 de novembro, dois homens foram retirados de suas casas na Morar Bem e levados até a Bom Viver por criminosos que seriam de um facção rival. Na Bom Viver, Lucas Pereira dos Santos, de 42 anos, foi morto e um outro homem, de 27 anos, conseguiu fugir. De acordo com a polícia, até o momento não foi confirmada a ligação das vítimas com alguma facção criminosa.

A partir destes crimes, Deic e Draco começaram a investigação que resultou nas prisões e apreensões desta terça. Embora o ponto de partida tenha sido o homicídio e a tentativa de homicídio, o foco é nas organizações criminosas e no tráfico de drogas.

Foram expedidos oito mandados de prisão temporária, sendo que dois suspeitos não tinham sido localizados até o início da tarde desta terça. Também ocorreram quatro prisões em flagrante, além da apreensão do menor de idade e das apreensões de armamentos, drogas e dinheiro, que se concentraram em três residências.

O prazo para conclusão da investigação é de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30. Entre os trabalhos daqui para frente está a perícia para confirmar se as armas apreendidas foram usadas nos crimes na Bom Viver.

— Nosso trabalho não vai parar, vamos continuar focando e dando respostas à altura para estes crimes — destaca o delegado da Deic, Antônio Seixas Joca.

A operação começou por volta das 6h e envolveu 60 policiais da Deic. Uma mulher e nove homens foram presos, mas a polícia não divulgou os nomes e as idades. Os flagrantes foram por tráfico, associação ao tráfico, corrupção de menores e posse irregular de arma e munição. O adolescente apreendido foi levado para a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami) de São José.

Leia todas as notícias do Diário Catarinense

 Veja também
 
 Comente essa história