A inovação que o mundo precisa Diorgenes Pandini/Agencia RBS

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A construção de um ecossistema de inovação e tecnologia de sucesso parte, necessariamente, da união de muitas forças. Não se forma um polo de referência sem que todos os atores estejam devidamente representados, dos empresários aos acadêmicos, dos investidores aos representantes de governo e legisladores, dos trabalhadores às lideranças do terceiro setor.

Na esteira de uma trajetória bem sucedida de polo, já reconhecido pelo Brasil e, aos poucos, pelo mundo, nós, na Acate, temos buscado desenvolver nossas ações sempre pautadas e norteadas pela inovação, indo sempre muito além da tecnologia. Ao longo de mais de três décadas, nossas lideranças empresariais, de presidentes, funcionários a diretores de verticais, tem buscado deixar um legado que já molda a forma que nosso setor tem pulsado e contribuído na alavancagem de diversas outras economias de Santa Catarina. Buscamos novos caminhos, diferentes estratégias, criando novas ideias, processos e serviços.

Pensando na amplitude dessas características, a Acate quer inovar ainda mais no cenário de tecnologia catarinense e mundial. Por isso, a Associação está trabalhando com o objetivo de ampliar a cobertura de sua atuação, facilitar o acesso ao capital, estabelecer novas parcerias estratégicas e levar mais conteúdo para as empresas associadas e toda a comunidade. Vamos começar 2018 criando condições para conectar pessoas e empresas que irão nos levar para o futuro.

Para mostrar nosso verdadeiro valor como representantes e impulsionadores do setor tecnológico de Santa Catarina, mudamos nosso posicionamento e nossa marca. Promover a cultura da inovação no estado passa a ser nossa missão. Queremos aumentar o reconhecimento da indústria de TI catarinense e sermos identificados como agentes transformadores na área da inovação. Além disso, desejamos criar um senso de pertencimento e de conexão no setor de tecnologia de todo o Estado, e não somente nos 13 centros de inovação que existem em SC.

Outra mudança é o nome da entidade. Antes chamada de Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia, agora somos a Associação Catarinense de Tecnologia. Apesar da denominação, o escopo da Acate vai além do Estado – nosso ecossistema de inovação pode levar ideias e tecnologias para o mundo, de forma competitiva e com infinitas possibilidades de expansão.

Por isso, já programamos diversas iniciativas para 2018. Estão previstos quatro novos Link Labs, espaços de conexão de grandes empresas com startups; inauguração de mais seis centros de inovação; criação de duas novas verticais de negócios; um novo estudo com números setoriais, o Acate Tech Report; abertura da nossa unidade em Boston, nos EUA; além de grandes eventos.

Queremos impulsionar a área de tecnologia e incentivar toda a comunidade a conhecer esse setor. A inovação é nosso cerne, e tudo o que planejamos e criamos deve ter este fim.

Conheça o Giro Financeiro: jornais da NSC Comunicação ganham novo espaço de opinião sobre economia

Mais Giro Financeiro:

Dicotomia no setor tecnológico

Mais mulheres empreendedoras 

Uma nova ideia de futuro


 Veja também
 
 Comente essa história