O ex-diretor-geral do grupo franco-suíço de cimento LafargeHolcim Eric Olsen foi denunciado na noite desta quinta-feira, em Paris, com base em uma investigação sobre as atividades da empresa na Síria.

Olsen - que era vice-diretor-geral da francesa Lafarge na época dos fatos e depois passou a dirigir a empresa decorrente da fusão com a suíça Holcim - está sendo investigado por "financiamento de organização terrorista" e por "colocar em risco a vida de terceiros" ao apoiar grupos jihadistas em 2013 e 2014 na Síria, segundo uma fonte judicial.

Foi detido para ser interrogado na quarta-feira, junto com outros dois ex-responsáveis do grupo, Bruno Lafont e Christian Herrault.

O grupo é investigado por comprar petróleo do Estado Islâmico (EI), violando o embargo decretado pela União Europeia em 2011, e por ter entregue dinheiro à organização jihadista para permitir o funcionamento de sua fábrica de Jalabiya (norte da Síria).

De julho de 2012 a setembro de 2014, a filial síria (Lafarge Cement Syria, LCS) pagou cerca de 5,6 milhões de dólares a vários grupos armados, incluindo mais de 500 mil dólares ao EI, segundo um relatório do escritório de advocacia americano Baker McKenzie.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história