Com o lema "Europe, wake up!", milhares de independentistas pretendem fazer um apelo nesta quinta-feira à União Europeia (UE) sobre a situação na Catalunha, em uma manifestação em Bruxelas em plena campanha eleitoral catalã e com a participação do presidente destituído Carles Puigdemont.

Cerca de 45.000 pessoas se reuniram aos gritos de "independência", "liberdade presos políticos" e "Puigdemont, nosso presidente".

"Não podemos abandonar nosso presidente que está no exílio aqui. Estamos aqui para continuar a luta pela independência e pedir a liberdade dos presos políticos", disse à AFP Antoni Llenas, de 59 anos, em referência aos líderes separatistas presos na Espanha.

A passeata pretende atravessar o bairro europeu com um percurso de 2,5 quilômetros, passando perto da sede da Comissão Europeia e terminando nas imediações do Conselho Europeu.

Desde o referendo de autodeterminação da Catalunha no dia 1 de outubro, proibido pela justiça espanhola, a UE considera a crise política um assunto interno do país e expressou o respeito à legislação e ao governo da Espanha.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história