Um caso de violência doméstica terminou em morte na madrugada deste domingo no bairro Mato Ato, em Araranguá, no Sul de Santa Catarina. A Polícia Civil está investigando a morte de Elenita Rosa Rodrigues, 46 anos, que foi agredida com uma barra de ferro pelo ex-companheiro da sobrinha. 

Conforme a polícia, o homem investigado como sendo o agressor teria invadido a casa da ex-companheira no início da madrugada. A jovem, que já tinha uma medida protetiva contra ele, impediu a entrada do homem na casa. Não satisfeito, o rapaz, que seria boxeador, teria invadido a residência pela janela e iniciado uma discussão.

A jovem pediu ajuda à tia pelo celular. Segundo a polícia, Elenita acionou a Polícia Militar e foi até a casa acompanhada  do marido para socorrer a sobrinha. Ao estacionar o veículo na frente da casa, Elenita e o marido teriam sido recebidos com as agressões. O homem os atingiu com uma barra de ferro e fugiu.

Elenita e o marido foram atendidos pelos bombeiros e levados para o hospital. A tia não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar. Já o marido dela está internado. Ele sofreu fraturas nos dois braços e lesões na cabeça. 

Até as 10h deste domingo, o suspeito não havia sido localizado. O caso está sendo investigado pela Divisão de Investigação Criminal da região. 

Familiares da vítima manifestaram tristeza pelas redes sociais. "O que eu faço da minha vida sem você, minha mãe. Descanse em paz, minha rainha", escreveu a sobrinha de Elenita que a tinha como mãe.  

Leia mais

Uma década após Lei Maria da Penha, SC ainda não tem delegacia exclusiva para as mulheres

Alteração na Lei Maria da Penha pronta para ser sancionada causa polêmica entre instituições

"Esse homem roubou a minha paz", diz blogueira vítima de violência doméstica em Florianópolis 

"O que fiz não tem justificativa", diz homem que matou mulher em Biguaçu

Reportagem especial sobre violência contra a mulher: Falsa proteção

Jovem é morto a tiros no Norte da Ilha, na Capital

Acidente provoca morte de dois jovens na BR-470

Moradores de Lages retomam rotina após atropelamento

 Veja também
 
 Comente essa história